Breaking News

Comandante da PM de Caldas Novas é denunciado ao Ministério Público por estar fazendo barulho com a operação inquietação



Uma das denuncias mais ridículas que já vimos em todos os tempos foi feita contra o comandante da PM de Caldas Novas o tenente coronel Carlos Eduardo Belelli. O comandante recebeu do Ministério Público do Trabalho uma denuncia feita bem escrita e com fundamentos, bem elaborada por gente que não é leigo contra a operação inquietação que é feita durante as noites e madrugadas pelas ruas de Caldas Novas. Em determinadas horas as viaturas da Polícia Militar se reúnem em comboio em pontos pré estabelecidos e saem por cerca de 02 a 03 horas com giroflex e sirenes ligadas. Essa modalidade tem agradado a maioria dos moradores que percebem que a PM esta pelas imediações. Ao invés de ouvir o apito do vigilante hoje se houve as sirenes.






Muito bem, alguém com a clara intenção de acabar com a operação inquietação e descredibilizar o comando da PM denunciou o comando por pertubação do sossego e também que estaria agredindo os tímpanos dos policiais que trabalham nas viaturas. Os denunciantes foram tão previsíveis que para isso usaram um perfil falso “fake” usando a foto de um tenente que trabalha ao lado do comandante. A denuncia foi encaminhada ao Ministério Público do Trabalho que mandou um documento exigindo explicações do comandante. A operação foi chamada pelo denunciante de pirotecnia e outros adjetivos muito comuns usados por determinadas pessoas que atacam o comando da nossa PM em Caldas Novas. Em uma entrevista ao vivo concedida ao Plantão Policial o coronel mostrou sua indignação. Agora o comandante deverá responder as acusações, mas disse que as operações vão continuar e que pessoas que apoiam marginais e querem o caos na segurança não vai ter esse gosto, pois hoje é uma das poucas coisas que ainda funcionam em nossa devastada cidade.
 Fonte: Plantão Policial