Breaking News

Padre é preso suspeito de abusar de adolescente e jovem prometendo 'recuperar virgindade



Vítimas relataram ao MP-GO que foram abusadas em 2014 na cidade de Americano do Brasil. Detido deve ser ouvido pelo órgão em Anicuns.


Um padre foi preso, nesta quarta-feira (16), em Caiapônia, no sudoeste de Goiás, suspeito de abusar de adolescente e jovem prometendo “recuperar a virgindade” das vítimas. O mandado de prisão preventiva contra ele foi expedido pela Justiça a pedido do Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO), que investiga o pároco da Operação Sacrilégio. O órgão apurou que os crimes foram cometidos contra ao menos duas vítimas, uma com 14 anos à época e outra de 21 anos. Os abusos teriam ocorrido em 2014, quando o padre atuava em Americano do Brasil, no centro goiano. Após ser preso, ele foi levado para Anicuns, no centro goiano, onde ainda deve prestar depoimento ao promotor Danni Sales Silva, responsável pelo caso. O G1 entrou em contato por e-mail, nesta tarde, com a Paróquia de São Luís de Montes Belos, da qual o suspeito faz parte, e aguarda posicionamento. Na tentativa de contato por telefone, o responsável não foi encontrado. Abusos Segundo o MP-GO, a vítima que tinha 14 anos na época que sofreu o abuso, relatou confessou ao padre de que teria perdido a virgindade e, por isso, estava arrependida. Ainda em depoimento ao órgão, a garota relatou que o homem ofereceu a ela uma maneira de recuperar a condição e, com esse pretexto, pediu que ela voltasse à paróquia local após tomar um banho e, na ocasião, ele pediu que ela se despisse e a tocou nas partes íntimas. O objetivo, segundo a vítima, era “santificar” a região para recuperar a virgindade dela. A adolescente relatou ainda que o pároco também pedia que ela mandasse fotos para ele das partes íntimas e de corpo inteiro, enquanto estivesse nua. Os abusos, segundo ela, se repetiram em 2015, durante um encontro religioso em Caldas Novas, no sul goiano. Ele teria voltado a tocá-la para verificar se os procedimentos foram efetivos e conferir se ela havia voltado a ser virgem. A segunda vítima, que tinha 21 anos na época, relatou que sofreu os mesmos tipos de abusos e o padre usou os mesmos pretextos para tocá-la.

VEJA MAIS
Falta de trabalho atinge 26,3 milhões no 2º trimestre, diz IBGE