Breaking News

Estudante é assassinado dentro da UFG


Polícia ainda não sabe as motivações do homicídio; amigo passará por cirurgia.


O estudante Ariel Ben Hur Costa Vaz, de Ciências Ambientais, foi assassinado a tiros na noite de sexta-feira, 15, dentro do Campus Samambaia, da Universidade Federal de Goiás (UFG).
O homicídio ocorreu dentro da programação da “Calourada Integrada” e engrossa a lista de casos de violência que ocorreram recentemente nas dependências da universidade.
O Diretório Central dos Estudantes (DCE) defendeu o evento, que teria autorização da reitoria: “Ressaltamos, que a festa contava com autorização da Reitoria e com duas empresas de segurança privada, sendo uma fixa da Universidade e a outra contratada exclusivamente para o evento anteriormente citado. Além disso, destaca-se que, o campus não possui restrição para entrada, impossibilitando, portanto, qualquer tipo de controle de quem estava presente no evento.”
O DCE afirma ainda em sua nota pública que o jovem não teve atendimento de urgência e o Samu teria ‘zombado’ da situação, por meio de um dos servidores: “Ao ser acionado zombou da situação e que nenhuma ambulância do SAMU foi mandada”.
Ariel foi levado para o Cais de Campinas, no setor dos Funcionários, mas faleceu no caminho da unidade de saúde.
Conforme apurou a Polícia Civil do Estado de Goiás, o assassinato ocorreu às 23h de sexta-feira e ainda não existe uma motivação específica e autoria para o crime.

A Polícia Civil trabalha com duas narrativas coletadas no evento: crime passional e reação ao roubo de um celular.
Ariel estudava ciências ambientais na UFG (Foto: Arquivo Pessoal)
O jovem estava no gramado próximo ao Centro de Convivência da UFG e Escola de Música e Artes Cênicas. O local é pouco iluminado e próximo da reitoria, mas costuma reunir grandes conglomerações de pessoas com eventos.
Um outro jovem, Marcus Eduardo Souza, também foi ferido e levado pelo Corpo de Bombeiros até o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage (Hugol); ele deve realizar uma cirurgia nas próximas horas.
O corpo do estudante assassinado está no Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia.