Breaking News

Jerry Lewis exclui de testamento seis filhos do primeiro casamento


Morto em agosto, aos 91 anos, Jerry Lewis excluiu de seu testamento os seis filhos do primeiro casamento. 


De acordo com o documento, obtido pela revista norte-americana "People", o ator e comediante deixou fora da partilha de bens os herdeiros de seu relacionamento com a cantora Patti Palmer, entre 1944 e 1980.

"Excluí intencionalmente Gary Lewis, Ronald Lewis, Anthony Joseph Lewis, Christopher Joseph Lewis, Scott Anthony Lewis e Joseph Christopher Lewis e seus descendentes como beneficiários das minhas propriedades, sendo minha intenção que eles não recebam nenhum benefício abaixo", diz o testamento do comediante.

Dos seis filhos de seu primeiro casamento, Jerry Lewis perdeu o caçula, Joseph, vítima de uma overdose em 2009. O primogênito, Gary, tornou-se músico como a mãe.

Os bens de Jerry Lewis serão repassados para sua viúva, SanDee Pitnick, com quem se casou em 1983. A segunda pessoa na fila do testamento é a filha adotiva do casal, Danielle Sarah Lewis, de 25 anos
Jerry Lewis morreu em 20 de agosto, aos 91 anos, após ter passado os últimos anos com sérios problemas de saúde, incluindo ataques cardíacos, problemas pulmonares e dor crônica nas costas. Segundo o colunista John Katsilometes, do "Las Vegas Review-Journal", o ator morreu às 9h15 em sua casa, em Las Vegas, de "causas naturais" e "ao lado da família". A notícia foi posteriormente confirmada por veículos como "Variety" e "Hollywood Reporter".

O ator e comediante ficou famoso na década de 1950 como um artista de clubes de comédia, na televisão e no cinema, estrelando mais de 45 filmes em uma carreira que abrange cinco décadas. Entre seus filmes mais famosos estão "O Professor Aloprado", de 1963, "O Rei da Comédia", de 1982 e "O Mensageiro Trapalhão", de 1960.

UOL Conteudo