Arábia Saudita é primeiro país do mundo a dar cidadania a robô - PALMELO NEWS

Breaking

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Arábia Saudita é primeiro país do mundo a dar cidadania a robô


Sophia, robô dotado de inteligência artificial, agradece o título em conversa durante evento de tecnologia em Riad



Arábia Saudita é o primeiro país do mundo a conceder cidadania a um robô. Sophia, uma máquina dotada de inteligência artificial, recebeu a notícia nesta quarta-feira, durante um evento para investidores em tecnologia em Riad, no qual debateu em inglês com um mediador e deu uma mostra de suas expressões, com direitos a caras de tristeza e sorrisos.

“Sophia, espero que você esteja me escutando, pois você foi condecorada com o que será a primeira cidadania saudita para um robô”, anunciou o apresentador americano Andrew Ross Sorkin à máquina, que agradeceu o título. “Estou muito feliz e orgulhosa. Ser o primeiro robô do mundo reconhecido com cidadania é algo histórico”, disse a criação da empresa Hanson Robotics, de Hong Kong, cujo design foi inspirado nas feições da atriz Audrey Hepburn.
“Eu quero usar minha inteligência artificial para ajudar os humanos a terem uma vida melhor”, disse Sophia durante uma conversa de cinco minutos com Sorkin. Perguntada se robôs podem ter consciência, ela devolveu ao entrevistador: “como você sabe que é humano?”. Ambos discutiram sobre a possibilidade de um futuro distópico na convivência entre máquinas e humanos, questão sobre a qual o robô se posicionou com ironia. “Você tem lido muito Elon Musk e assistido a muitos filmes de Hollywood”, comentou Sophia sobre o criador da Tesla, que mantém ressalvas sobre o uso da inteligência artificial.
A cidadania a Sophia é um gesto simbólico do governo saudita para o lançamento do projeto NEOM, um plano de investimentos de 500 bilhões para a criação de uma “cidade do futuro” em uma área de 26.500 km² espalhada por Arábia Saudita, Egito e Jordânia.  O espaço, de acordo com Riad, será alimentado inteiramente por fontes de energias renováveis, e sua construção, assim como manutenção, será automatizada e ficará majoritariamente a cargo de robôs, que, segundo comunicado “podem exceder a população humana, e fazer do PIB per capta da NEOM o maior do mundo”.


Post Bottom Ad

Páginas