Breaking News

Corpo de canoísta da seleção brasileira é achado em Bertioga

Atleta estava desaparecido desde a sexta-feira (28)



O corpo do canoísta Diego Bichir, da seleção brasileira de canoagem, que estava desaparecido desde a sexta-feira (28), foi encontrado sem vida no mar, na tarde deste domingo (1º), em Bertioga, no litoral de São Paulo.
O atleta, que se preparava para defender a seleção brasileira no campeonato sul-americano, no Peru, foi visto pela última vez quando remava sozinho no Canal de Bertioga. Horas depois, a canoa foi encontrada vazia, próxima da praia de uma colônia de férias, na mesma região.

O corpo do atleta foi resgatado por equipes do GBMar Grupamento de Bombeiros Marítimo que, desde o encontro da canoa vazia, iniciaram buscas na região com botes, lanchas e um helicóptero. O corpo foi reconhecido pelos familiares e levado ao IML (Instituto Médico Legal) de Santos. A perícia deve apontar a causa da morte. Até o fim da tarde deste domingo, não havia informações sobre o velório e local do sepultamento.

Bichir participou o campeonato brasileiro de canoagem deste ano e garantiu vaga, com equipe mista, para o sul-americano, em novembro, em Lima. Ele competia com uma equipe de canoa havaiana composta por seis pessoas. Quando saiu para treinar, ele fez contato com a avó. O remador também foi visto por um primo, quando remava para a parte mais aberta do canal.


A família chegou a divulgar um apelo pedindo ajuda para localizar o atleta. As buscas começaram logo que a canoa foi encontrada sem o remador. No sábado, as equipes encerraram a procura às 23 horas, mas retomaram as buscas assim que o dia clareou, neste domingo.