Breaking News

Jovem é preso suspeito de matar os pais dentro de casa em Jaraguá



Rapaz foi detido após sofrer um acidente de carro na BR-153, na saída da cidade.


Um jovem de 27 anos foi preso suspeito de matar os pais dentro de casa em Jaraguá. Os corpos foram encontrados com marcas de pedradas e perfurações no pescoço. Vizinhos ficaram assustados com o crime. “O filho foi preso em flagrante e é o suspeito do crime. Ele segue detido na delegacia da cidade depois de sofrer um acidente de carro”, afirmou o delegado Glênio Alves. Segundo testemunhas, o corpo do auxiliar de serviços gerais José Antônio da Silva estava caído na cozinha e o da esposa, a merendeira Sirlene Ferreira da Silva, no quarto. Foram encontradas ferramentas dentro da casa. A polícia vai investigar se elas foram usadas no crime. O filho, que morava com o casal, foi preso após sofrer um acidente de carro. De acordo com o boletim de ocorrências da Polícia Militar, o jovem bateu o carro na BR-153, na saída da cidade. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital Municipal de Jaraguá. Ele foi preso na unidade após receber o atendimento médico e levado para a delegacia. O delegado ainda não informou o que motivou o crime e nem quais os indícios que tornam o jovem suspeito do assassinato dos pais.

Filho confessa que matou os pais a pedradas após discussão

Rapaz alegou que estava sobre efeito de álcool e por isso agrediu os pais até a morte

O rapaz, Marcos Antônio da Silva, de 27 anos, confessou que assassinou a pedradas a mãe Sirlene Ferreira da Silva, de 49 anos, e o pai José Antônio da Silva, de 53 anos, após uma discussão. O crime aconteceu na cidade de Jaraguá.
O delegado Glênio Alves, responsável pelo caso, disse em entrevista à TV Anhanguera, que Marcos alegou que estava sobre efeito de drogas. O jovem chegou por volta das 6 horas da manhã em casa e discutiu com o pai e o agrediu com um soco no rosto. A mãe foi socorrer o marido e tentou intervir na discussão, mas também foi agredida.
Glênio acrescentou ainda que o filho bateu com a pedra na cabeça da mãe cinco vezes até rachar o crânio, e ainda bateu na face da vítima mesmo já estando morta. Marcos jogou duas pedras no rosto do pai.
“Ele ainda teria ficado com os corpos dentro da casa, ouvido música, tomou banho, saiu para comprar comida e estaria mentindo para o irmão que os pais não estavam em casa”, acrescentou o delegado impressionado com a frieza do suspeito.
A perícia técnica informou que a mãe morreu de traumatismo craniano e o pai morreu por asfixia. Depois de cometer os crimes, Marcos tentou fugir pela BR-153, mas acabou se envolvendo em um acidente com um caminhão. O carro do suspeito pegou fogo.
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o carro ia na mesma faixa que o caminhão, mas acabou invadindo o sentido oposto. Na ocasião, o caminhoneiro deu ré para evitar que o fogo pegasse o veículo.
Marcos foi tirado do veículo e levado para um hospital da cidade com várias fraturas e escoriações. Ele foi apontado por duplo homicídio e vai ser transferido para o presídio da cidade.