Família procura por pastora que sumiu após sair para alugar casa em Goiânia. - PALMELO NEWS

Breaking

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Família procura por pastora que sumiu após sair para alugar casa em Goiânia.

De acordo com a irmã, Regina Gonzaga deixou os dois filhos, de 15 e 11 anos, e não voltou.



A família da pastora Ailsa Regina Gonzaga, de 40 anos, procura pela mulher que está desaparecida há mais de um mês, em Goiânia. De acordo com a irmã dela, Deborah Cristina Gonzaga, Regina, como é conhecida, saiu de casa para alugar uma casa, deixando os dois filhos, de 15 e 11 anos, e não voltou mais. “Ela acordou pela manhã, chamou um carro de um aplicativo, e falou para as crianças que iria olhar uma casa para alugar e, desde então, nunca mais voltou. As crianças estão comigo. É uma total incerteza, 

A gente não sabe de nada, é uma aflição”. “A gente pensa assim ‘se morreu, por que não aparece o corpo? Se está viva, por que ninguém viu nem fala nada?’”, desabafou a irmã. Regina saiu de casa no último dia 8 de novembro, com a intensão de alugar um imóvel, mas, segundo a família, poucas horas depois ficou incomunicável e não voltou mais para casa. Segundo a irmã, a pastora faz um trabalho em uma clínica de recuperação e, na véspera do desaparecimento, participou normalmente das atividades. “No dia anterior ao desaparecimento, nós estávamos juntas até por volta de meia noite e meia. A gente faz um trabalho na Clínica de Recuperação Lapidando Tesouros, estávamos dirigindo um culto, foi tudo tranquilo. Pela manhã já perdeu o contato, celular não atendia. 

Foi quando os meninos me ligaram falando ‘tia, minha mãe saiu e não voltou nunca mais’”, desabafou. O caso é investigado pela Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) e, segundo Déborah, o delegado Valdemir Pereira da Silva informou à família que as investigações estão adiantadas. “Eu quero agradecer à Polícia Civil pelo apoio dado. Eles estão ajudando muito a gente e estão bem empenhados em dar uma solução para tudo isso”, disse.

VEJA MAIS 
Acidente na Avenida Brasil deixa quatro mortos no Rio




Post Bottom Ad

Páginas