Breaking News

Adeus a Wallace tem comoção do elenco do Guarani e choro de Juninho Capixaba

Lágrimas, emoção e aplausos marcam o velório e o enterro do goleiro, que morreu em acidente de carro no último sábado, aos 22 anos



Familiares, amigos e colegas de profissão se despediram do goleiro Wallace na tarde deste domingo, em Ribeirão Preto. Em clima de total comoção, o velório e o sepultamento contaram com a presença de praticamente todo o elenco do Guarani e também do lateral-esquerdo Juninho Capixaba, do Corinthians, que atuou com Wallace na base do Vitória.

Aos 22 anos, o goleiro morreu em um acidente de carro na Rodovia dos Bandeirantes, em Limeira, na tarde do último sábado, quando estava a caminho de Ribeirão Preto para passar o fim de semana de folga com a família após ficar no banco de reservas na vitória do Bugre por 3 a 0 sobre o Água Santa, na sexta à noite, em Campinas. Ele deixa uma filha de quatro meses.

A tragédia chocou o meio do futebol. Desde as primeiras horas da manhã, pessoas passaram pelo local para prestar apoio aos familiares, devastados e aos prantos. Alberto Campos, tio de Wallace (o goleiro perdeu o pai quando ainda era criança), lembrou que a transferência para o Bugre, no início do ano, foi comemorada pelo fato de que ele ficaria mais perto da família, já que estava no Vitória.

- Agora ficou difícil. Até o dia em que ele acertou com o Guarani, ele pediu uma opinião para mim e falou: "o que você acha de eu ir jogar no Guarani e tal? Eu falei assim: "Wallace, você que sabe, está mais próximo aqui, eu acho que fica melhor para a família e tal, mas não esperava que ia acontecer isso.

Com a camisa do Guarani, Alberto Campos recepcionou a delegação bugrina. Por volta das 15h, dirigentes, comissão técnica e jogadores do clube campineiro chegaram a bordo do "Flecha Verde" - como é chamado o ônibus bugrino. Todos estavam abalados. O goleiro Bruno Brígido, companheiro de posição de Wallace, era um dos mais emocionados e não segurou o choro.

- Com certeza fui a pessoa que ele mais conviveu nesses últimos dias de vida. Chegamos no mesmo dia, ficamos no mesmo quarto na pré-temporada, mesmo hotel, saímos juntos para ver apartamento, para jantar, almoçar. Nesses últimos 25 dias, ficamos juntos praticamente no período integral. Era uma pessoa simples, gurizão de tudo, que tinha alegria para trabalhar. Conversava todo dia com a família pelo telefone, com a filhinha dele pelo FaceTime. O carinho que a família está recebendo só mostra o caráter que tinha. É uma perda que vamos sentir muito. É pedir a Deus para confortar os familiares e seguir em frente - disse Brígido.

O presidente Palmeron Mendes Filho reforçou a mobilização de todo o grupo para estar presente na despedida a Wallace.

- O grupo todo fez questão de vir. Foi espontâneo dos atletas. Todos eles deixaram o dia de folga, atravessaram o estado para estar presente e levar esse conforto para a família, levar esse abraço. Temos a máxima certeza que ele finalizou o estágio terreno, material, mas espiritualmente está junto com os familiares dele.

Por conta de uma forte chuva, a saída do velório para o cemitério atrasou um pouco. Quando o temporal passou, uma multidão acompanhou o cortejo, com diversas camisas do Guarani e também do Vitória, com o nome de Wallace às costas. O sepultamento ocorreu por volta das 16h30.

No último adeus a Wallace, diversos jogadores do Guarani foram às lágrimas, e Juninho Capixaba chorou bastante, assim como os familiares. Titular do Corinthians no clássico contra o São Paulo, no último sábado, o lateral-esquerdo preferiu não falar com a imprensa e esteve o tempo todo ao lado do tio de Wallace

O acidente

Wallace não resistiu após capotar o carro na Rodovia dos Bandeirantes (SP-348). O acidente ocorreu por volta de 14h em Limeira (SP), segundo a concessionária AutoBAn, que administra a rodovia. Ele estava a caminho de Ribeirão Preto, onde passaria o fim de semana de folga com familiares e amigos.

De acordo com a concessionária, o veículo seguia no sentido interior quando capotou, atravessou o canteiro central e foi parar no sentido oposto (capital). O carro capotou no km 140 da rodovia, próximo ao trevo com a Luiz de Queiroz (SP-304), segundo a AutoBan.

O passageiro Guilherme Bruno de Freitas, de 23 anos, teve com escoriações, mas sem ferimentos profundos. Depois de ser atendido na Santa Casa de Limeira, ele foi liberado.

Histórico

Emprestado pelo Vitória, Wallace chegou ao Guarani no início do ano com contrato até 30 de novembro. Ele era reserva de Bruno Brígido e sequer chegou a jogar pelo Bugre. Sua documentação não foi regularizada a tempo para a primeira rodada. Quando foi liberado para atuar, ficou no banco.

Wallace foi revelado nas categorias de base do Vitória e era visto como um goleiro promissor. Com dois jogos pelos profissionais do Leão em 2016, ele participou das campanhas dos títulos baianos de 2016 e também de 2017.