Breaking News

Gusttavo Lima é indiciado por crime ambiental

Cantor teria aumentado uma represa de fazenda sem possuir licença.

O cantor Gusttavo Lima foi indiciado nesta quarta-feira (28/02) por ter ampliado a represa de sua fazenda, localizada em Bela Vista de Goiás, sem possuir o licenciamento para a obra. Além do sertanejo, o administrador Jorge Pedro Kunzler, a esposa dele, a arquiteta Alessandra Jardim Lobo, e o biólogo Luciano Lozi poderão responder por crime ambiental.
De acordo com a Polícia Civil, a represa estava sendo ampliada de três para quatro hectares. Entretanto, a obra estava sendo realizada sem autorização a Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima).
O cantor Gusttavo Lima foi indiciado nesta quarta-feira (28/02) por ter ampliado a represa de sua fazenda, localizada em Bela Vista de Goiás, sem possuir o licenciamento para a obra. Além do sertanejo, o administrador Jorge Pedro Kunzler, a esposa dele, a arquiteta Alessandra Jardim Lobo, e o biólogo Luciano Lozi poderão responder por crime ambiental.
De acordo com a Polícia Civil, a represa estava sendo ampliada de três para quatro hectares. Entretanto, a obra estava sendo realizada sem autorização a Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima).