Breaking News

Médico-robô começa a tratar pacientes em ambulatório da China

Máquina é capaz de lembrar diagnósticos e receitas de outros médicos


Um robô dotado de inteligência artificial com capacidade para diagnosticar pacientes e dar receitas de acordo com os sintomas começou a “trabalhar” em um ambulatório da província oriental chinesa de Anhui, informa nesta segunda-feira a agência oficial Xinhua.
O chamado “Médico Assistente AI”, desenvolvido pela firma chinesa iFlytek, realiza as práticas no centro médico Shuanggang, da cidade de Hefei, capital provincial. O médico-robô, de aspecto humanoide, grandes olhos azuis e com um permanente sorriso, é capaz de lembrar diagnósticos e receitas de outros médicos que trabalham no centro na hora de tratar seus pacientes, se baseando em passadas experiências.
O robô já havia ganhado fama no ano passado ao se transformar no primeiro do mundo a superar o exame para obter a licenciatura para trabalhar como médico. Apesar de suas boas aptidões, por enquanto um médico de carne e osso terá que confirmar se os diagnósticos deste médico mecânico ou as remédios que prescreveu são ou não os corretos, afirmou a agência Xinhua.
A China é um dos países líderes em pesquisa de inteligência artificial e robótica. Robôs chineses já são usados no país para tarefas até agora pouco convencionais para estas máquinas, como a redação de notícias, a composição de poemas e o cuidado de pessoas, desde crianças em creches até idosos nos asilos.