Breaking News

Neymar se arrependeu de escolha e pediu para voltar ao Barcelona

Segundo diário catalão, brasileiro admitiu aposta equivocada pelo PSG e negocia retorno. Jornais de Madri, porém, garantem que seu destino será o Real.


Neymar se arrependeu de ter trocado o Barcelona pelo PSG e fez chegar ao clube azul e grená este sentimento. A informação é do diário catalão Mundo Deportivo desta sexta-feira, mais um a especular sobre um possível retorno do atacante brasileiro à Espanha – os jornais da capital, claro, tratam da chance de Neymar jogar no rival Real Madrid.
Mundo Deportivo informa que, desde sua saída para o PSG com o pagamento da cláusula de rescisão de 222 milhões de euros, Neymar “se oferece de modo reiterado para retornar” ao Barcelona a partir de 2019. Isto teria acontecido antes mesmo da eliminação do PSG da Liga dos Campeões e de sua lesão. De acordo com a publicação, o jogador e seu entorno deram a entender ao Barça que cometeram um erro de avaliação.
“Neymar chegou a perguntar a pessoas de peso no Barça o que deveria fazer para retornar, admitindo sua aposta equivocada do verão passado”, diz o diário, citando o baixo nível da liga francesa e a truculência dos adversários. A publicação, no entanto, recorda que “a ferida de sua traição, apesar de suturada com 222 milhões de euros, ainda está aberta”.
“Também há quem acredite que esta oferta, difícil de aceitar, é um álibi para justificar uma futura ida ao Madrid”, completa o jornal, sobre a possibilidade de Neymar jogar no rival. Em seu site, o jornal publicou uma enquete, perguntado ao torcedor do Barcelona se aceitaria Neymar de volta: mais de 65% dos votantes (até a publicação desta nota) disseram que não.

Barcelona ou Madri?

Os jornais da capital também especulam sobre uma possível ida de Neymar ao rival. “Enviados do Real Madrid se encontraram há algumas semanas em Paris com o pai do jogador e dois advogados para explorar a contratação”, afirma o jornal madrileno ASO “PSG pediria 400 milhões de euros (1,6 bilhão de reais) para liberar Neymar”, afirma o jornalista Manu Sainz, considerado próximo ao influente agente português Jorge Mendes.
AS considera que “desde a chegada de Bale, em 2013 (por 100 milhões de euros), o Madrid não contratou nenhum ‘galáctico'” e tem as contas saneadas para concretizar a negociação. “Neymar é o escolhido pelo clube para liderar o futebol após a era Cristiano”, completa a publicação.