Breaking News

Vereadora pede interdição total da Marginal Botafogo

A via começou a apresentar problemas como desabamentos por causa das chuvas

A vereadora Sabrina Garcez (PMB) apresentará nesta quinta-feira (08/03), em sessão plenária, um pedido para interditar totalmente a Marginal Botafogo até que as falhas técnicas, apontadas por engenheiros, sejam solucionadas definitivamente. A via possui 15 pontos de risco críticos ao longo dos 6,5 quilômetros. Além disso, existem infiltrações no canal do Córrego Botafogo e rachaduras no asfalto.

A via começou a apresentar problemas como desabamentos por causa das chuvas do ano passado, o que coloca motoristas e pedestres em risco. Nesta segunda-feira (05/03), a Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT) reduziu a velocidade na Marginal Botafogo de 80 km/h para 60 km/h.
Sabrina explica que as intervenções parciais feitas pela pasta, em especial nos 15 pontos de risco apontados pela Prefeitura de Goiânia, são ações emergenciais e não apresentam as mudanças necessárias no trânsito. ” Com a intervenção total, um novo plano de mobilidade para aquela região será colocado em ação, diminuindo o CAOS que hoje está instalado”, pontua Sabrina.
Discussão
A audiência pública proposta pela vereadora e o vereador Gustavo Cruvinel (PV), realizada na quarta-feira (7) com a presença de representantes do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás (CAU-GO), Conselho Regional de Engenharias e Agronomia (Crea-GO), Secretaria Municipal de Trânsito (SMT), engenheiros, arquitetos e professores, foi discutido o plano emergencial e a solução final do problema da Marginal Botafogo.
Ao término da audiência, Sabrina concluiu que a situação da Marginal Botafogo está insustentável e a interdição completa da via pode garantir a solução dos problemas já que durante o tempo de estiagem, a Prefeitura terá a oportunidade de fazer os reparos nos 15 pontos de risco interditados, investigar outros possíveis locais e realizar um estudo mínimo para saber o quão comprometida está a via. ” O mais importante é a população voltar a ter segurança na utilização da Marginal, que é a principal via da cidade”, enfatiza a vereadora.
(Foto: reprodução)
Com informações da assessoria