Breaking News

Marido ficou 'indignado' após saber que esposa fingiu o próprio sequestro, diz delegado

Polícia informou que secretária, que é de São Francisco de Goiás, mandou fotos amordaçada para o esposo e pediu resgate de R$ 100 mil.

delegado Glênio Ricardo Alves Costa informou que o marido da secretária detida suspeita de fingir o próprio sequestro ficou indignado ao ser informado pela polícia de que a esposa tentava extorquir dinheiro dele. Ela chegou a mandar fotos amordaçada para o companheiro e, se passando pelo sequestrador, pediu R$ 100 mil de resgate, de acordo com a polícia.

À corporação, ela negou o crime. A reportagem não conseguiu localizar a defesa da mulher.

O casal mora em São Francisco de Goiás, na região central do estado. Na madrugada de sexta-feira (1º), o operador de máquinas foi até a delegacia para comunicar o sequestro da esposa, de 26 anos. No entanto, de acordo com a polícia, ela estava em um hotel em Santo André (SP) e, usando o próprio celular, se passava por sequestrador para enganar o marido. A secretária foi detida no mesmo dia suspeita de extorsão.

“O marido dela ficou indignado. Ele é uma pessoa muito humilde e não tinha palavras para se expressar quando o informamos do golpe. Os dois se conheciam desde criança e estavam casados há oito anos”, explicou o delegado.

A suspeita da polícia é que ela fingiu o sequestro e tentou extorquir o marido para pagar dívidas. “Ela tinha uma dívida de R$ 4 mil, mas ainda não foi identificado com quem. Então acreditamos que o valor que ela estava pedindo era para quitar esses débitos”, contou Costa.

A polícia conseguiu localizar a jovem após seguir vários rastros deixados por ela. Segundo o delegado, a secretária comprou uma passagem aérea no dia 9 de maio e embarcou para São Paulo na quinta-feira (31). Câmeras de segurança flagraram a jovem entrando no aeroporto de Goiânia.

A mulher fez a reserva no hotel em seu próprio nome e estava fazendo gastos pequenos com o cartão de débito durante o período. Além disso, estava usando o próprio celular para se passar por um sequestrador e tentar negociar com o marido.


O delegado informou que ela foi detida no hotel pela polícia paulista e levada à delegacia. Depois de ser ouvida, foi liberada. A jovem vai responder por extorsão e falsa comunicação de crime.

“Como esses crimes foram cometidos em São Paulo, vamos encaminhar o processo, os depoimentos que colhemos, para a delegacia de lá que agora vai ficar responsável pelo andamento das investigações”, completou o delegado.