Breaking News

Mecânico é preso suspeito de matar vizinho durante briga por som alto em comemoração de aniversário, em Goiânia

Jovem confessou o crime, mas disse que agiu em legítima defesa após vítima pular o muro de sua casa.


O mecânico Raimundo Ferreira dos Santos Filho, de 27 anos, foi preso na terça-feira (26) suspeito de matar o vizinho e empresário Yuri Douglas Leonidas Miranda, de 33 anos, com uma facada no Setor Parque Oeste Industrial, em Goiânia. Segundo a Polícia Civil, o homem confessou que cometeu o crime horas antes de ser detido, durante uma discussão por causa do som alto da festa de aniversário da vítima.

Durante apresentação à imprensa nesta quarta-feira (27), o rapaz disse que agiu para se defender. “O som estava muito alto, eu tinha que acordar cedo para trabalhar. Pedi para baixar o som, joguei o tijolo no quintal dele e achei que ele ia se tocar e desligar o som. Minha mulher viu ele pulando o muro, batendo na minha porta. Quando abri a porta, ele já veio em cima de mim, foi impulso”, disse o mecânico.

Yuri, dono de uma empresa que produz drinks em eventos, foi morto por volta das 4h de terça-feira, na Rua do Petróleo. De acordo com a polícia, a vítima tinha acabado de chegar à residência com três amigos após eles saírem de um bar onde comemoraram o aniversário do empresário, que tinha sido no último dia 22.

Segundo as investigações, o grupo, então, estendeu a comemoração para a casa de Yuri, onde entrou com o carro na garagem e deixou o som ligado com volume alto.

“Vítima e autor agiram de forma irracional. O autor, por ter arremessado o tijolo no vizinho, e a vítima, por ter pulado o muro”, avalia o delegado Ernane Cazer, responsável pelo caso.

De acordo com o suspeito, ele foi abrir a porta com uma faca porque Yuri disse que ia “dar uma rajada de tiro”. No entanto, segundo o delegado, a vítima não estava armada.

O empresário morreu com uma facada no peito, dentro do lote de Raimundo. O mecânico mora no local com a mulher e o enteado, de 4 anos.

O delegado explicou que, ao notar que o empresário estava morto, o vizinho fugiu para a casa de um amigo, também no Setor Parque Oeste Industrial. Após conversar com a mulher do suspeito, ela informou onde o marido estava, e os policiais o prenderam por volta das 9h.

Após a prisão, Raimundo informou que jogou a faca em um lote próximo à casa onde se escondeu, e os policiais a apreenderam. A perícia também encontrou o tijolo jogado pelo suspeito no lote do vizinho.

O delegado deve concluir o inquérito ainda nesta semana e indiciar Raimundo por homicídio qualificado, que prevê, em caso de condenação, de 12 a 30 anos de prisão.

“Ouvimos todas as testemunhos, os amigos, a mulher do suspeito, o autor é confesso As provas estão bem embasadas”, afirmou Cazer.