Breaking News

Motociclista morre após cair em cratera de dez metros de profundidade em Quirinópolis, GO

Buraco começou a se formar há seis meses. Moradores dizem que local não tinha sinalização. Prefeitura alega que placas foram retiradas pela população.

A Dona de casa Denise Correia de Castro, de 47 anos, morreu após cair em uma cratera com mais de 10 metros de profundidade no centro de Quirinópolis, no sudoeste de Goiás. Moradores do bairro contaram que no momento do acidente, não havia nenhum tipo de sinalização na Rua 22 de janeiro que alertasse sobre o grande buraco na via. A prefeitura, no entanto, diz que as placas foram retiradas pela própria população.
O buraco começou a se formar em janeiro. Em março, a prefeitura da cidade informou que as obras de reparo da via começariam assim que o período chuvoso terminasse. Porém, nenhum trabalho começou no local. Na noite de domingo (24), Denise passava pelo local quando não viu a cratera e acabou caindo e morrendo no local.
A dona de casa Amanda Andrade de Souza viu quando o acidente aconteceu. “Eu vi descendo uma moça de moto e ela não estava nem correndo muito. Como as duas ruas são fechadas, eu pensei para onde ela estava indo. Quando eu olhei pelo retrovisor do carro, eu vi que ela tinha caído”, disse.
Os moradores contam que, somente depois do acidente, a prefeitura colocou manilhas de concreto e placas alertando para a cratera.
“Eu não sei como não caiu mais gente aqui dentro, porque não tinha sinalização nenhuma. E já tem uns seis meses que não sinalização nenhuma aqui”, relatou a dona de casa Ivani Freitas.
O secretário de Obras da cidade, Alex Gomes, informou a sinalização já foi feita três vezes e que os próprios moradores retiraram os cavaletes que tinham sido instalados. Além disso, ele explicou as obras no local não tinham começado ainda porque estava sendo feito um estudo para saber qual melhor forma de fazer o reparo.
Além disso, o secretário explicou que a licitação para a compra de materiais está agendada para o dia 3 de julho. “A licitação sendo feita, a empresa ganhadora tem um prazo para estar manifestando, juntar a documentação e até no máximo no dia 10 ou 15 de julho a gente já inicie as obras”, disse.