Breaking News

Sete homens mortos em confronto iriam roubar agência bancária nesta segunda-feira em Goiás, diz PM

Segundo corporação, outros 4 suspeitos de integrar o grupo seguem foragidos. ‘Base de apoio’ da organização criminosa foi descoberta após operação da Rotam.

Polícia Militar acredita que os sete homens mortos em um confronto em Três Ranchos, no sudoeste goiano, iriam explodir e roubar uma agência bancária da região nesta segunda-feira (4). Segundo a corporação, o grupo estava fortemente armado e planejava assaltos em uma “base de apoio”, montada na zona rural da cidade. Quatro integrantes estão foragidos.

O major Durvalino Câmara Júnior, comandante das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), disse à TV Anhanguera que os 11 homens eram monitorados pela corporação há três dias. “As equipes de inteligência vieram, compartilharam informações com o policiamento local e conseguiram identificar a chácara”.

“Eles tinham quatro emulsões, quatro explosivos, que seriam utilizados, a gente acredita, de domingo para segunda-feira, devido às informações que nos levantamos no local com testemunhas e vizinhos”, disse o comandante.
O caso ocorreu na madrugada de domingo, em uma chácara, na zona rural de Três Ranchos. De acordo com a corporação, a troca de tiros ocorreu no momento em que a “base de apoio” para ações criminosas na região foi descoberta.

Os baleados chegaram a ser socorridos pelo Corpo de Bombeiros e levados para a Santa Casa de Misericórdia de Catalão, também na região sudeste do estado, mas morreram pouco tempo depois de chegar ao hospital.

Na base de apoio do grupo a corporação apreendeu 8 armas de fogo, um veículo roubado, além de explosivos e vários equipamentos que seriam utilizados nas ações.

Conforme informou a PM, as equipes policiais seguem na busca pelos demais integrantes do grupo, que conseguiram fugir.

O G1 entrou em contato com o Instituto Médico Legal (IML) de Catalão, para onde os corpos foram levados, mas até as 6h30 desta segunda-feira nenhuma vítima havia sido identificada.

Mortes da região
Segundo dados da Polícia Civil de Catalão, entre agosto do ano passado e o início de junho deste ano, 13 pessoas foram mortas em confrontos com a polícia na zona rural de Três Ranchos, todos os casos com ligação direta a roubos a agência bancárias. O comandante da Rotam descartou que todos os criminosos mortos fizessem parte do mesmo grupo.

“Não tem ligação uma com a outra. A posição geográfica, a divisa de estado, de Goiás com Minas Gerais, que propicia e atrai essas quadrilhas a atuar na região”, afirmou.