Breaking News

Filho é suspeito de matar o pai para defender a mãe de agressão, em Anápolis

Homem já tinha se separado há três anos da companheira, mas não aceitava o término. Ele cumpria pena no regime semiaberto por homicídio.



Um auxiliar de produção de 21 anos é suspeito de matar o pai, de 41, neste domingo (22) para defender a mãe, que estava sendo ameaçada, em Anápolis, a 55 km de Goiânia. O homem já tinha se separado da companheira há três anos, mas não aceitava o término.

O casal morou junto por 19 anos. Segundo a polícia, durante esse tempo, a relação era conturbada e a mulher sofria agressões e ameaças. Devido a essas brigas, há três anos, eles se separaram.

“Na última semana, o homem tomou conhecimento de que a ex-mulher tinha começado um novo relacionamento e passou a ameaça-la. Nesta manhã, com a justificativa de reatar o relacionamento, foi até a casa dela”, disse o delegado Vander José Coelho Júnior

Quando viu que a ex-mulher não queria retomar o casamento, ele pegou uma arma e ameaçou matar a mulher. “Nesse momento, o filho mais velho do casal, para defender a mãe, deu um golpe para imobilizar o pai. O homem continuava ainda ameaçando a mulher e acabou morrendo asfixiado pelo filho”, contou o delegado.

O pai já tinha passagem pela polícia. Ele cumpria pena no regime semiaberto por um homicídio em Uruana. O filho esperou a polícia chegar até o local, assumiu ter matado o pai e alegou que foi para evitar que a mãe fosse agredida. Ele foi encaminhado para a delegacia para prestar depoimento e explicar a situação.

“Como se apresentou espontaneamente, ele vai responder por homicídio em liberdade. Porém, se for concluído que foi uma legítima defesa, concluímos o inquérito pedindo que ele não responda criminalmente”, completou o delegado.


INSTALAR CRYPTOTAB AQUI

COLOCAR EXTENSÃO PARA GOOGLE CHROME