Breaking News

Mulher descobre triângulo amoroso e mata rival a facadas por ciúmes em Abadia de Goiás

Segundo delegado, suspeita, que foi presa, confessou crime e alegou relacionamento das duas com o mesmo homem como motivação. Vídeo mostra ela e a vítima bebendo em bar horas antes; veja.  VÍDEO


Uma mulher foi presa suspeita de matar outra, a facadas, em Abadia de Goiás, Região Metropolitana de Goiânia. Segundo a Polícia Civil, Vanessa Sousa Silva, de 30 anos assassinou Elenira Aparecida de Moraes, de 44, motivada por ciúmes, uma vez que ambas estariam se relacionando com o mesmo homem, identificado até o momento somente pelo apelido de "Redenção".

De acordo com a corporação, a mulher confessou o homicídio e ainda não tem advogado constituído.

O crime foi cometido na madrugada da última segunda-feira (2). Câmeras de segurança mostram suspeita e vítima, que eram conhecidas, sentadas lado a lado na mesa de um bar horas antes do crime. Também estavam no local o pivô do crime e de outras pessoas (veja acima).

O delegado Carlos Levergger, responsável pelo caso, Vanessa planejou o crime e aproveitou que a rival estava bastante embriagada para consumá-lo.

"No bar não houve nenhuma desavença. Em um dado momento, ela saiu e foi até sua casa, pegou uma faca, escondeu na cintura e voltou. Quando a Elenira saiu do bar, estava tão bêbada, que chegou a cair. Já na rua, a Vanessa deu dois golpes nela e saiu tranquilamente", disse ao G1.

A vítima foi atingida no peito e no abdômen. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu no local. A ação, conforme o investigador, foi bastante rápida. Quando as outras pessoas que estavam no estabelecimento notaram, a suspeita já havia fugido.

Crime por ciúmes
A polícia começou a investigar o caso e localizou Vanessa na tarde do mesmo dia, escondida em um matagal às margens da BR-060, também em Abadia de Goiás. Levergger afirmou que, na ocasião, ela confessou o crime e que a motivação foi o relacionamento entre os três.

"Ela disse que só queria dar um 'susto' nela porque estaria atrapalhando o relacionamento dela com o homem", destaca. Vanessa também indicou o local onde a faca usada no crime foi abandonada. O objeto foi apreendido pela polícia.

A suspeita foi autuada em flagrante por homicídio duplamente qualificado, por motivo fútil e por impossibilitar a defesa da vítima. Se condenada, pode pegar uma pena que varia entre 12 e 30 anos.