Breaking News

Adolescente matou tio a tiros em fazenda de Goiás motivado por herança,

Segundo delegado, inicialmente, garoto de 16 anos alegou que parente tinha sido vítima de assalto. Depois, acabou admitindo o ato infracional. Vítima foi morta em sua propriedade com a própria arma.


Um adolescente de 16 anos foi apreendido em flagrante pela morte do tio, um fazendeiro, de 58, em Davinópolis, região sudeste de Goiás. Segundo a Polícia Civil, o garoto, incialmente, informou que havia ocorrido um assalto, mas depois confessou o homicídio alegando que se achava no direto de receber parte da herança. As investigações apontam que o homicídio ocorreu na fazenda da vítima e foi praticado com uma arma que também pertencia a ele. O caso aconteceu na tarde da última terça-feira (8). O menor ainda não tem advogado. De acordo com o delegado Vagner Sanches, responsável pelo caso, passava férias na propriedade havia seis anos e sempre teve bom relacionamento com a vítima. Neste ano, ele estava auxiliando um grupo de pedreiros que fazia uma reforma no local. Após o trabalho, o fazendeiro chamou-os para beber. "Em seguida, quando os empregados foram embora, o fazendeiro foi até o banheiro para ver como estava a reforma. O garoto foi atrás, pegou a arma do tio que estava sobre um móvel na sala e quando o homem saiu, deu três tiros na cabeça dele", disse ao G1. Em seguida, ainda conforme o delegado, com o intuito de arrumar um álibi, o menor pegou a caminhonete da vítima e foi até uma propriedade vizinha, onde afirmou que o tio havia sido morto durante um assalto. Herança Ainda conforme o delegado, a PM foi acionada e começou a questionar o adolescente. Ele começou a entrar em contradição e afirmou que tinha matado o tio porque queria pegar o dinheiro referente à venda de 40 cabeças de gado, negociadas dias antes. Porém, na delegacia, relata Sanchez, o menor acabou confessando que a motivação era outra. "Ele afirmou que a família passava necessidades e que precisava ajudar. Na cabeça dele, o tio era obrigado a ajudar a família e o matando, eles teriam direto a herança", afirmou. A mãe do rapaz contatou a polícia e, segundo o delegado, ficou surpresa com a atitude do filho, até porque os dois tinham um bom relacionamento. Ela também não citou as supostas dificuldades relatadas pelo menino. O delegado afirmou que já foi decretada a internação provisória do menor por 45 dias. Ele foi encaminhado para um centro de internação em Caldas Novas, região sul de Goiás. Ele vai responder pelo ato infracional análogo ao crime de homicídio. Se responsabilizado, ele pode cumprir medica socioeducativa por no máximo três anos.

OUVIR A MATÉRIA



GANHE DINHEIRO MINERANDO BITCOIN COM O CRYPTOTAB BROWSER AQUI